Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Poluição do ar responsável por mais de dois milhões de mortes anuais

Mäyjo, 04.02.14

A poluição do ar é responsável por mais de 2 milhões de mortes anuais, conclui um estudo que publicado na edição de hoje da revista Environmental Research Letters. Os óbitos são causados por doenças cardíacas e respiratórias resultantes do excesso de partículas de fuligem e de ozono. Por outro lado, os resultados sugerem que as Alterações Climáticas não aumentaram de forma significativa a mortalidade causada pela poluição atmosférica.

O estudo levado a cabo por uma vasta equipa internacional de cientistas, sendo a primeira autora a investigadora portuguesa Raquel A. Silva, que é atualmente estudante de doutoramento no grupo Climate Health and Air Quality Lab da Universidade da Carolina do Norte (EUA). 

Os investigadores começaram por utilizar modelos de computador para estimar a concentração atmosférica de diminutas partículas de fuligem denominadas PM2.5 e de ozono em 1850, antes do início da industrialização, e no ano 2000, de forma a perceber que proporção da poluição tinha origem humana. 

O passo seguinte foi analisar a relação entre a poluição do ar e a saúde humana, com base em estudos científicos realizados no passado.

De acordo com os resultados agora publicados, cerca de 2.1 milhões de pessoas morrem todos os anos devido a problemas respiratórios e cardíacos resultantes da inalação de fuligem atmosférica proveniente da queima de combustíveis nos motores dos automóveis e em centrais elétricas a carvão.

Por outro lado, a exposição ao ozono atmosférico, que resulta da reação dos poluentes emitidos pelos automóveis com o oxigénio, causa 470 mil mortes por doenças respiratórias.

“A poluição atmosférica é um problema importante, conclui Jason West, coautor do artigo científico. “É provavelmente um dos mais importantes riscos ambientais para a saúde”.

O investigador acrescenta que a maioria das mortes associadas à poluição do ar acontece no Sul e Este da Ásia, onde a população é grande e a poluição acentuada.

O estudo vem ainda contrariar a teoria de que as Alterações Climáticas agravam de forma significativa a mortalidade relacionada com a poluição atmosférica. Com efeito, segundo os dados obtidos, as mudanças no clima são responsáveis por apenas 2.200 óbitos no caso da fuligem e 1.500 no que diz respeito ao ozono.

Aceda ao artigo científico disponibilizado de forma gratuita aqui 

Fonteswww.guardian.co.ukwww.livescience.comwww.eurekalert.org e iopscience.iop.org

Vida alternativa: Fotógrafo registra nômades que vivem em estacionamentos

Mäyjo, 04.02.14

Esta é uma reportagem de um fotógrafo que pretende ilustrar a vide de pessoas nómadas nos Estados Unidos.

 

Estes podem ser exemplos de liberdade; aspeto tão importante na qualidade de vida de uma pesssoa! (como falei na aula).

 

Ora vejam:

 

Se você já viajou sem destino, preparado para fazer do carro a sua casa, sabe como pode ser difícil encontrar um lugar onde parar pra dormir. Isso é ainda mais verdade quando falamos dos Estados Unidos, onde as leis são bem restritivas e variam de cidade pra cidade. Por isso, a ideia da rede de lojas Walmart – deixar que os viajantes usem seus estacionamentos espalhados pelo país pra dormir nos carros – acabou criando uma espécie de subcultura, um grupo com traços comuns e um estilo de vida próprio.

São mais de 3 mil lojas espalhadas pelo país, mas é em Flagstaff, no estado do Arizona, que estão os dois parques de estacionamento conhecidos por ‘abrigar’ nômades por um período maior de tempo (o fato de o verão não ser muito rigoroso é um dos motivos). Por isso, no verão passado, o fotógrafo Nolan Conway foi até lá registrar as interações entre estes viajantes, permanentes ou temporários.

O mais impressionante é ver como uma solução de recurso acaba por unir as pessoas, visto que os que ficam mais tempo acabam partilhando histórias, refeições ou vendo seus cães brincar juntos. “Havia definitivamente um senso de comunidade”, diz Conway sobre o que viu. Ainda que a ideia da rede Walmart tenha sido a pensar em aumentar as vendas, a verdade é que acaba oferecendo uma experiência única aos que vão em busca do seu próprio ‘sonho americano’.

 

NolanWalmart1

NolanWalmart2

NolanWalmart3

NolanWalmart4

NolanWalmart5

NolanWalmart6

NolanWalmart7

NolanWalmart8

NolanWalmart9

NolanWalmart10

NolanWalmart11

NolanWalmart12

NolanWalmart13

todas as fotos © Nolan Conway